A masturbação poderia estar destruindo sua vida sexual?

Bater punheta, descabelar o palhaço, fazer justiça com as próprias mãos, jogar leitinho no azulejo, ou o nome que você chamar… todo homem faz. Sempre dizem aos homens que é completamente normal e saudável se masturbar, mesmo que você faça isso todos os dias.

E se não for?

E se eu disser que seus hábitos de masturbação estão prejudicando a sua vida sexual?

Pior ainda – a masturbação pode afetar seus relacionamentos e até mesmo a sua conta bancária. É realmente possível, então continue lendo.

Há alguns anos, eu estava no meio da batalha contra a disfunção erétil. Depois de anos na indústria pornô sem ter problemas, meu pênis decidiu que era hora de parar.

Fiquei totalmente frustrado, incapaz de agradar a minha esposa. Nesse ponto, eu tentei muitas alternativas para recuperar meu pau.

Tentei pílulas, exercícios, meditação, mas nada parecia funcionar.

Como aquilo foi acontecer comigo, logo comigo?

Como Tratar a Ejaculação Precoce Sem Remédios

Descubra os Segredos Para Durar Mais pelo maior especialista que existe: o ator pornô.

  • Segredos para Você Durar Mais é um livro lançado pelo ex-ator pornô Jorge Colossal com os melhores segredos da indústria para você durar mais na cama.

Um dia, ao navegar pela Internet e ler relato após relato, constatei que homens reverteram a disfunção erétil quando pararam de se masturbar. Isso havia mudado completamente as suas vidas. Pensei comigo mesmo…

Mas de jeito nenhum! Isso é bobagem! Todo mundo se masturba!

Mas os dias foram passando e eu ainda estava lutando contra a disfunção erétil. Então sentei e pensei comigo mesmo: estou me masturbando demais? Isso está me afetando? Poderia ser verdade?

Decidi fazer um experimento comigo mesmo para verificar se a minha disfunção erétil iria passar. Resolvi parar de me masturbar por apenas uma semana, e avaliar o resultado.

E o que aconteceu? O experimento foi um sucesso gigantesco e minha vida sexual deu uma reviravolta. Finalmente sou capaz de fazer a minha esposa gozar novamente, e então todo o meu relacionamento está melhor agora.

Tive tanto sucesso que não me masturbo mais, a menos que precise. Eu costumava me masturbar pelo menos 3 vezes por semana, mas hoje eu mantenho isso apenas uma vez ao mês.

Apesar de ter sido uma luta longa e difícil, estou feliz em dizer que valeu a pena todo o esforço. Hoje eu gostaria de compartilhar minha experiência em parar de se masturbar.

A masturbação faz tão mal assim?

Quando vi caras falando sobre parar de se masturbar, essa foi a primeira pergunta que me fiz.

Eu pensava que a masturbação era saudável.

Isso é o que todo mundo me dizia há anos, certo?

A resposta é que a masturbação, como um ato, não é um problema. A masturbação como hábito é onde está um problema, especificamente quando se torna um vício.

A pergunta a ser feita é: estou me masturbando demais?

Esta é uma pergunta difícil de responder. Todo corpo é diferente e todos reagem de maneira diferente. É difícil quantificar exatamente quanto é muita masturbação.

Mas sugiro que você experimente fazer isso por você. Ninguém pode descobrir o que funciona para você, a não ser você mesmo.

Como saber se a masturbação está afetando você negativamente? Se você disser “sim” a qualquer um dos itens abaixo, provavelmente já está viciado:

  • Você não fica de pau duro por sua parceira, mas apenas quando vê filme pornô,
  • Você não goza durante o sexo real, mas somente com a masturbação,
  • Você não deseja sexo real, apenas masturbação.

Vou elaborar sobre o último ponto. Se você tem esposa ou namorada e quer mais bater punheta do que transar, pode ter um problema.

A melhor maneira de saber se a masturbação está afetando negativamente a sua vida é fazer uma pausa. Faça um experimento em si mesmo e veja quais são os resultados.

É como qualquer coisa viciante – masturbação, chocolate e até álcool. Se você acha que está com algum problema, faça uma pausa, esfrie o peru e veja como se sente.

Foi isso o que fez com que eu parasse de me masturbar. Decidi desistir da masturbação por uma semana, só para ver o que aconteceria.

Depois de dois dias, eu senti uma energia reprimida louca, fiquei frustrado e tinha desejos constantes. No sexto dia… finalmente vi resultados e transei loucamente com a minha esposa.

Depois de não conseguir levantar o pau por meses, isso foi alucinante!

Aquela semana sem se masturbar me fez decidir 100% que a masturbação deveria ser limitada. Dali em diante, eu estava comprometido em minimizar meu hábito de masturbação para agradar melhor a minha esposa.

Um comentário rápido – mesmo que eu tenha diminuído a masturbação, ainda pratico a Técnica da Beirada regularmente.

Para mim, APENAS a Beirada e o sexo são o equilíbrio perfeito para eu conseguir ereções duras e agradar a minha esposa. A chave é experimentar em você mesmo e ver como seu corpo se comporta.

Se você está enfrentando problemas de disfunção erétil, não pratique a Beirada de início, mas a adicione lentamente. Praticar a Beirada é benéfico, embora você possa gozar e apagar os efeitos de não se masturbar nenhuma vez.

O que há de tão ruim na masturbação?

Como discutido anteriormente, a masturbação como ato não é prejudicial, é o hábito que se torna perigoso.

Por quê?

A resposta é: dopamina.

Prometo não despejar todo o vocabulário científico em você, mas é útil entender um pouco do que está acontecendo em seu cérebro.

A dopamina é conhecida como a substância química da recompensa. Quando você faz algo bom, seu corpo libera dopamina no cérebro como recompensa.

Esse “algo bom” pode acontecer quando você limpa seu quarto, lê um livro, come e até quando faz sexo.

Aliás, de acordo com o seu cérebro, fazer sexo é uma das coisas mais inteligentes que você pode fazer, uma vez que produzirá filhos.

Quando você faz sexo, seu cérebro despeja uma quantidade enorme de dopamina para recompensá-lo. Ele quer dizer a você: ei, continue fazendo isso, é bom para a evolução!

Seu cérebro faz a mesma coisa quando você se masturba. Ele pensa que você está fazendo sexo sempre que se masturba, e então libera todas essas substâncias químicas que causam sensação de felicidade.

Infelizmente, este circuito de recompensa é um tiro no pé.

Quando você se masturba muito, seu cérebro fica condicionado a continuar se masturbando, NÃO a fazer sexo. É por isso que alguns homens têm problemas para ficarem de pau duro durante o sexo, mas não quando se masturbam.

E é por isso que sugiro fazer sexo o máximo possível, mas sem se masturbar. Você quer que seu cérebro esteja preparado para o SEXO, não para bater punheta.

Os benefícios de parar de se masturbar

Quando parei de me masturbar, descobri que não era apenas o homem do quarto. Me tornei o homem do escritório. Algo sobre a energia sexual me deixou mais agressivo e dominante.

Se você navega na Internet, existem centenas (se não milhares) de estudos de caso de homens que concordam comigo. Homens em todo o mundo deixaram de se masturbar e mudaram suas vidas.

Aqui está uma lista de todos os benefícios possíveis. Eu notei um punhado deles, e depois falarei sobre minha experiência:

  • Melhoria das habilidades sociais
  • Redução da ansiedade
  • Capacidade de iniciar conversas facilmente, especialmente com mulheres
  • Ficar em contato próximo com as suas emoções
  • Melhoria dos orgasmos
  • Melhoria do sexo
  • Pele mais limpa
  • Melhoria da postura
  • Redução de não conseguir pensar direito
  • Melhoria da concentração
  • Maior quantidade de sêmen
  • As mulheres parecem mais atraentes
  • Maior atração por sua parceira
  • Maior Confiança
  • Maior disposição para correr riscos
  • Melhoria do relacionamento com as mulheres
  • Melhoria da disciplina em todas as áreas
  • Maior qualidade de ereção
  • Conseguir aguentar mais tempo durante o sexo
  • Aumento da capacidade de durar por várias rodadas de sexo
  • Maior felicidade (regulação da dopamina)
  • Maior valorização das coisas simples
  • Emoções mais constantes, e não mais em montanha-russa
  • Melhoria da atitude

Estes são todos os efeitos reportados por homens em todo o mundo.

Minha experiência foi muito parecida. Aqui está como foi.

A primeira coisa que me aconteceu foi que fiquei extremamente excitado. O primeiro dia foi bom, mas quando chegou a hora da minha masturbação noturna, meu corpo estava pronto para se masturbar, como um relógio. Resisti e consegui, mas isso foi extremamente desafiador.

Três dias depois, comecei a sentir os efeitos psicológicos mencionados acima. Entrei no escritório e senti que era o dono do lugar. Quando entrei nas discussões do local de trabalho, fui muito mais firme e dominante em meu discurso e conquistei mais pessoas.

Eu senti como se tivesse bolas maiores, literal e figurativamente. Não me masturbar acumulou um estoque de sêmen em meus testículos, que os sobrecarregou. Mas o verdadeiro benefício estava em minha mente.

Eu sabia que, a partir do momento em que eu pudesse controlar minha masturbação, eu poderia controlar qualquer coisa! A confiança que você ganha é tão grande que é difícil de explicar.

Após cerca de uma semana, a qualidade da minha ereção começou a se tornar mais consistente. Minha esposa e eu começamos a transar loucamente de novo e com regularidade, e o resto é história.

 A masturbação causa disfunção erétil? (Posso ficar broxa de tanto me masturbar?)

Aqui está a pergunta que todo mundo quer responder: a masturbação causa disfunção erétil?

Sim e não.

Primeiro, vamos falar mais sobre o que causa a disfunção erétil. A comunidade científica ainda não decidiu o que exatamente causa a disfunção erétil, mas tudo se resume a duas coisas:

  1. Saúde física – circulação, condicionamento físico, fluxo sanguíneo, dieta, testosterona, etc.
  2. Saúde mental – mentalidade positiva, atitude feliz, baixo estresse, baixa ansiedade, etc.

Existem algumas doenças diagnosticáveis que causam disfunção erétil, mas que também afetam a saúde mental e a saúde física, de modo que é muito difícil de isolar quais destes fatores estão causando a disfunção erétil.

Mas voltando à questão, a masturbação causa disfunção erétil? Não. Existem milhões de homens por aí que se masturbam e não têm problema algum em conseguir uma ereção.

No entanto, a masturbação excessiva diminui a qualidade da ereção. Se você já tem problemas de saúde e ereções fracas, a masturbação vai piorar esses sintomas.

Por outro lado, existem homens que estão com a saúde ótima, se masturbam regularmente e não têm disfunção erétil. A razão é que esses caras são tão saudáveis e têm uma circulação tão boa que não importa se eles se masturbam ou não. Geralmente são jovens que vão à academia.

Eles têm boa saúde em geral e, portanto, mesmo que batam punheta, ainda têm um desempenho tão alto que podem se dar ao luxo de continuar batendo uma.

Portanto – se você tem algum nível de disfunção erétil, pare de se masturbar. Definitivamente irá ajudá-lo.

Cuidado com a Síndrome do Punho de Ferro

Uma das principais razões pelas quais os homens devem parar de se masturbar é a Síndrome do Punho de Ferro.

Esta síndrome é um problema comum em homens que se masturbam demais. O pênis dos homens se torna tão dessensibilizado que eles não conseguem receber prazer adequadamente e atingir o orgasmo com o sexo normal. Esses homens se masturbam com um aperto de mãos tão forte que os nervos do pênis começam a morrer e perdem a capacidade de sentir.

Afinal, o pênis é feito de pele. Se você submeter sua pele a um trabalho árduo, o corpo reagirá endurecendo essa área. Se você já levantou pesos e recebeu calos, sabe que isso é verdade.

Seu pênis faz a mesma coisa. Quanto mais apertado você bater punheta, mais dura fica a pele e mais difícil fica de sentir prazer.

Muitos homens têm esse problema, mas nunca ouviram falar como resolver isso.

Eu entendo como é, e é uma ladeira escorregadia. Para se masturbar basta usar o sinal “OK” com os dedos, mas depois você deseja usar toda a mão. Você não tem nenhum lubrificante, então você segura seu pau super apertado para sentir prazer.

A força que você aplica na mão é muito mais forte do que qualquer vagina poderia dar. Depois de se masturbar assim há décadas, é fácil ver por que alguns homens apresentam uma redução imensa na sensibilidade peniana!

Se você se sente culpado por apertar demais seu pau, definitivamente deveria tentar parar de se masturbar. Mesmo que você não pare totalmente de bater punheta, tente tornar a masturbação mais parecida com o sexo real, para começar a preparar as terminações nervosas novamente para o sexo.

Aplique loção, lubrificante ou óleo de coco, além de não colocar tanta força nas mãos ao se masturbar.

Tente fazer sua mão parecer mais uma vagina e, depois de um tempo, os sentimentos de prazer voltarão.

Mesmo se você ainda é capaz de atingir o orgasmo através do sexo, a maioria dos homens que se masturbam regularmente está lidando com algum tipo de Síndrome do Punho de Ferro. Pare de se masturbar e a sua sensibilidade aumentará.

Como é o sexo depois que eu parei de bater punheta?

Uma pergunta que muitos caras sempre me fazem é como ficou minha vida sexual ao parar de me masturbar.

O maior benefício é que sou capaz de manter uma ereção melhor. Essa é a coisa mais importante neste artigo inteiro. Parar de me masturbar, ou mesmo quando a limitei, me ajudou a ficar de pau duro com minha esposa novamente.

O outro benefício é que o sexo é mais agradável. Você se lembra da primeira vez em que transou? Como foi quente e incrível?

O sexo costumava ser assim, mas ficou chato depois de um tempo.

Agora isso mudou completamente.

O sexo parece incrível. Depois de desejar algo por tanto tempo, você fica louco quando consegue.

Não me masturbar me deixa com tesão 24 horas por dia, 7 dias por semana, especialmente se minha esposa estiver ausente… mas e quando eu a coloco na cama, o que acontece? Uhuuuu, eu caio pra dentro!

O sexo parece muito melhor, porque meu pênis agora é muito mais sensível. Não há mais momentos em que estou me afastando da minha esposa, pensando em outras coisas. A sensação no meu pênis é tão eletrizante que é difícil de descrever.

O único problema em não se masturbar é que você não vai durar tanto tempo na cama. Este é um fato simples.

Quando você se masturba regularmente, está condicionando seu pênis para o sexo. Como discutimos, os nervos estão ficando surrados se masturbando, para que se tornem menos sensíveis.

Isso se traduz em menor desempenho na cama. Quando você finalmente começa a fazer sexo, seu pênis não é tocado há dias!

Os nervos são muito sensíveis e reagirão como tal.

Você não será capaz de durar tanto tempo. Felizmente, há uma maneira simples de corrigir isso, que é transar mais!

Diminuir a masturbação fornecerá mais energia, desejo e sêmen necessários para fazer sexo várias vezes ao dia.

É aqui que alguns caras perguntam: mas não posso me masturbar antes do sexo para durar mais na cama? Eu não concordo com isso, especialmente se você está lutando contra a disfunção erétil.

Resumindo tudo, sair da masturbação ajuda a todos os aspectos da sua vida sexual.

Menos masturbação melhora a disfunção erétil, proporcionando sexo em maior quantidade e qualidade.

Mais sexo significa relacionamentos melhores e uma esposa feliz.

Como parar de se masturbar: um plano passo a passo

Primeiro, conte quantas vezes você se dedica a isso!

O que eu quero que você faça aqui é contar quantas vezes você se masturba. Tire uma semana e seja honesto consigo mesmo. Bata punheta como você normalmente faria, como se não tivesse lido este blog.

Esta é a referência com a qual avaliaremos seus resultados futuros. Portanto, não se preocupe se o número de vezes em que você se masturbar for extremamente alto.

Saber exatamente o quanto você se masturba é importante para os próximos passos.

Se você se masturbar 3 vezes por dia, terá uma experiência muito diferente em comparação à alguém que se masturba apenas uma vez por semana.

Agora, comece a diminuir a quantidade de vezes que se masturba.

Agora que você sabe o quanto se masturba em uma semana, quero que você diminua.

O que eu fiz abaixo é uma separação em diferentes níveis, com base no quanto você se masturba.

Conte quantas vezes por semana você se masturba e veja a que nível corresponde abaixo.

Seu objetivo inicial não deve ser eliminar completamente a masturbação da sua vida. É uma tarefa difícil de realizar, e eu não diria que é fácil. Eu quero que você tome seu tempo e faça progressos lentamente.

Todo mês, concentre-se em subir um nível. Esse plano ajudará você a se concentrar no objetivo em questão. Este é um processo longo, e eu quero que você seja paciente.

Nível 10Menos de 1 vez ao mês
Nível 91 vez ao mês
Nível 82 vezes ao mês
Nível 73 vezes ao mês
Nível 62 vezes por semana
Nível 53 vezes por semana
Nível 45 a 6 vezes por semana
Nível 37 vezes por semana (todos os dias)
Nível 28-10 vezes por semana
Nível 1Mais de 10 vezes por semana

 

Concentre-se em subir a escada, um passo de cada vez.

É como ganhar dinheiro ou qualquer objetivo. Se você só pode levantar 90 quilos de peso na academia hoje, não vou lhe dizer para levantar 180 quilos amanhã. Você começará com 95 quilos, depois 100, depois 110, para que depois de um tempo você possa levantar 180 quilos sem problemas.

A mesma coisa ocorre com a masturbação. Para mim, é uma expectativa irracional dizer que você deve parar de se masturbar instantaneamente. Dê um passo de cada vez e você estará lá em pouco tempo.

Resolução de problemas: dificuldades em parar de se masturbar

Esta seção será muito útil para todos. Quando começar a parar de se masturbar, você encontrará muitos obstáculos. Felizmente, você tem O CARA aqui, e eu vou orientá-lo durante todo o processo.

Identificar os gatilhos que fazem você querer bater uma

Para alguns, a masturbação é um hábito. Para outros, seu efeito é como o de uma droga, algo que eles usam para se sentirem melhor.

A chave para parar de se masturbar é identificar os seus gatilhos.

Gatilhos são eventos, humores, horários, lugares, cores, cheiros, tudo o que te deixa de bom humor e no caminho de colocar a mão dentro da calça.

Aqui estão alguns exemplos do que geralmente acontece com os caras:

  • A primeira coisa de manhã – você tem o tesão da manhã e deseja começar o dia com mais animação
  • Reagindo ao fracasso – você erra, perde alguma coisa e precisa de alguma liberação
  • A última coisa à noite – (é o que eu sempre fiz): você teve um dia estressante, está com tesão e quer relaxar antes de dormir.
  • Lugares específicos, como o chuveiro – por qualquer motivo, os caras gostam de se masturbar no chuveiro. Então, sempre que tomam banho, começam a sentir vontade de bater punheta

Os seres humanos são criaturas de hábitos, e se você fizer algo tantas vezes, seu corpo instintivamente fará a mesma coisa repetidamente. A masturbação não é uma exceção a isso, então você deve identificar QUANDO, ONDE e POR QUE se masturba.

Depois de identificar seus gatilhos, é hora de ter consciência deles. Por exemplo, eu costumava me masturbar à noite.

Para combater isso, comecei a entrar em uma rotina noturna estruturada, que incluia leitura de livros e jornais, beber chá sem cafeína e relaxar antes de dormir. Agora, sempre que vou para a cama desmaio habitualmente em vez de me masturbar.

Linha Reta (Flatline)

A Linha Reta, também conhecida como Flatline, é uma ocorrência estranha que acontece quando você para de se masturbar.

É caracterizada por uma súbita e absoluta perda de libido e pode ser muito preocupante.

Já aconteceu comigo e é definitivamente difícil. Um dia você é a pessoa mais excitada do universo, pronta para derrubar a parede. E no próximo você se sente como um padre, completamente desprovido de toda emoção.

Ninguém sabe exatamente por que a Linha Reta ocorre, mas é um evento amplamente observado.

Ao passar pela Linha Reta, continue o curso. Não se preocupe. Sua libido estará de volta, seu cérebro está se resolvendo!

E continuo a dizer – NÃO se masturbe! Quando os caras passam pela Flatline, eles pensam consigo mesmos: humm, talvez eu deva bater uma punheta de leve, só para saber se meu pau ainda funciona.

Errado! Não faça isso! Se você quiser testar se seu pau ainda funciona, faça sexo! É muito melhor do que tentar se masturbar.

O que acontece quando você para de se masturbar?

Quando você para de se masturbar, seu mundo se abre para o novo.

Se você convive com a disfunção erétil, saiba que a masturbação é, definitivamente, uma das razões pelas quais você não melhora.

Além disso, se você não está tendo um bom relacionamento com sua parceira e o sexo perdeu a chama, a masturbação pode contribuir ainda mais para afastar a paixão e o fogo do seu relacionamento.

Se você faz sexo mas apenas sente que a vida a dois não é tão agradável quanto costumava ser, saiba que a masturbação pode estar mexendo com as substâncias químicas do seu cérebro.

Parar ou limitar a masturbação só trará efeitos positivos para sua vida. Seu sexo será mais agradável, seu relacionamento será mais profundo e, é claro, você terá mais tempo para fazer outras coisas!

 


Jorge Colossal
Jorge Colossal

Ex estrela pornô, criador do revolucionário guia Segredos Para Você Durar Mais, que ajuda homens a serem incríveis na cama e terem o poder de levarem mulheres ao delírio.

Leave a Reply

Your email address will not be published.